sexta-feira, 25 de março de 2011

Telegrama

Juan Rulfo


A padaria da esquina vende mingau de banana com tapioca e pão manual. De meia em meia hora há um ônibus passando na frente do apartamento. Em trinta minutos de caminhada chego ao centro da cidade. Quando chove é preciso deixar as havaianas em casa. Uma manhã de sol sem protetor tem o mesmo efeito de uma semana de praia. As meninas tiveram o primeiro dia de aula na nova escola. A mais nova sentiu falta da boneca que doei ao orfanato. A mais velha quer usar logo o uniforme. Não deu pra fazer café porque me esqueci de comprar o filtro. É bom estar de novo em casa.

4 comentários:

Anônimo disse...

que lindo saber que você retornou como escitora para esse blog...
beijos
silvana

Luiz Claudio disse...

Escrever é abrir a janela da alma e se mostrar ao mundo. Vai Vássia, voa na singeleza de teus contos e de tuas histórias.

FernandoMDB disse...

He he he he... Fez o cotidiano parecer um tranqüilo e harmônico parque de diversões. Muito bom, me divertir e nem paguei ingresso. Agradecido!

Gil Maulin disse...

essa beleza das coisas miúdas e sempre cheias de grandeza!